Pimpões

Estamos cheios de pimpões e parlapatões dando pitacos no Poder Judiciário, o único que não pára, jamais, de incomodar a todos – Executivo, Legislativo, empresários, jornalistas irresponsáveis, patrões exploradores, fiscais corruptos e autoritários etc. – por dever de ofício.

Nada obstante, fomos chamados, de modo irresponsavelmente generalista, de “bandidos de toga”. Aquela que assim nos chamou, esse mês foi pega de calça curta, tendo de explicar por que razão, num país em que o teto remuneratório é o subsídio de ministro do STF, recebeu mais de 100 mil reais, dos quais 84 mil reais em auxílio-alimentação!

Quem come tanto?

Veio a senhora dos bons costumes dizer que é direito de todo juiz federal. Péra lá!! Pode até ser, pois todo servidor recebe. Mas com respeito ao teto, pois não? Ou ela está acima da lei?

Agora entendo porque Suas Excelências das Cortes Superiores estão, literalmente, pouco se importando para o reajuste dos subsídios dos magistrados

Recebendo esses altos valores, com vencimentos superiores a 100 mil reais, quem precisa do subsídio? Com Ministro do STF proprietário de instituição de ensino, quem precisa de subsídio? Com Ministros do STF dando aulas em diversas faculdades, que lhes buscam em jatinhos em Brasília, quem precisa de subsídio? Com Ministros do STF e do STJ recebendo auxílio-moradia para morar no local em que está sediado o Tribunal onde trabalham, quem precisa de subsídio

É a hipocrisia dos pimpões, que se dizem arautos da ética, à custa do trabalho e da imagem dos tolos e pobres mortais de 1º e 2º Graus, que são JUÍZES de verdade, porque ingressaram na carreira por concurso.

Bem dizem que a Verdade não é filha da Fúria da argumentação, mas sim do Tempo.

E o Tempo tem demonstrado como andam esses arautos da ética: Demóstenes Torres, Chalita e Eliana Calmon.

Surrupiado do Judex.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (28 votos, média: 4,50 de 5)

Se você gostou deste post ou não, por favor considere escrever um comentário ou participe do nosso RSS feed para ter futuros artigos entregues ao seu leitor de feeds.

5 Comments

Escreva um Comentário